em

Prêmio Ringue de Ouro 2015

ringue de ouro banner

Olá maniacos por wrestling, olá fãs da luta livre! É com muito prazer que a gente do WrestleManíacos vem trazer pra vocês a primeira edição do Prêmio Ringue de Ouro, o maior prêmio de parabenização pelos feitos durante o ano da luta livre em língua portuguesa! A escolha dos indicados de cada categoria foi realizada por uma grande equipe de conhecedores do esporte, envolvidos em diversas áreas da IWC Brasileira, e a escolha dos melhores de cada categoria foi feita por vocês! Aproveitando o último dia do ano, para ver tudo o que de melhor aconteceu no resto de 2015!

1593 VOTOS COMPUTADOS EM 5 DIAS DE VOTAÇÃO!

Os praticamente 1600 votos feitos por vocês, maníacos por Wrestling nos ajudaram a selecionar os melhores de cada categoria! E vocês vão conferir os resultados AGORA! Cada um com um texto de um especialista no assunto! Vamos lá? Só clicar no mais e conferir!

Seth Rollins rdo

“Sei que o próprio Seth usa essas palavras, mas sinceramente… Existia outro nome? Seth Rollins era uma das grandes apostas da WWE desde o FCW. No NXT foi dado a ele o primeiro reinado como NXT Champion. No Main Roster sua única fraqueza era as habilidades no microfone, o que o mesmo provou ter no ano de 2015. Do Royal Rumble ao Hell in a Cell, NENHUMA luta de Seth decepcionou, e em todos os shows o mesmo conseguiu ter um momento especial, às vezes em sua vantagem como o Cash In na WrestleMania 31, outras em desvantagem como sua lesão. Rollins foi o cara de 2015 e mesmo tendo perdido os últimos dois meses do ano, merece o prêmio de lutador do ano.”

– Gabriel Muñoz, do NXT nos Detalhes e do #DeAcordoComCJ.

Sasha Banks rdo

“Sasha Banks é aquele tipo de lutadora completa, que não precisa de muitas palavras para ser apresentada. No meio de tantas e tantas que tentam ser um personagem baseado em coisas que viram ou em membros da família (*tosse*charlotte*tosse*), Sasha é aquela que se destaca. Seu talento sem precedentes e sua mic skill praticamente intocável é capaz de moldar ela como sendo uma sucessora confiável ao título de Divas Champion, apesar de saber que, do jeito que a WWE está agora, ela não será tão bem utilizada quanto no NXT. Ela é a BO$$, alguém que não tem que se juntar a ninguém, mas é colocada em um team. A mic skill dela é maravilhosa, mas é colocada com gente que não sabe fazer dois minutos de promo (já sabem de quem eu estou falando). Sasha foi e sempre será minha escolha atual, apesar de eu ter outras favoritas em mente. Parabéns Sasha, prêmio mais do que merecido.”

– Black Cherry, do Espelho de Circo.

New Day rdo

“‘The New Day’, novo dia? Uma stable com esse nome, com três negros, criada no dia da consciência negra? Um pouco racista, hein Vince?! Isso não vai dá certERROR deu super certo, deu certo demais meu irmãozinho! Com instantaneidade, criatividade e MUITA zoeira, as promos deles ficaram na memória, quem não lembra deles fazendo aquela paródia sobre o Empire State of Mind? Simplesmente genial, aliás, se existe uma palavra para definir eles, essa palavra é GENIAL.”

Pablo Macêdo, Humor Wrestling.

luta do ano rdo

“Quando Brock Lesnar ganhou o World Title, muito foi comentado sobre como seria o reinado dele como campeão, visto que ele não seria um campeão presente em todos os shows. No inicio da RTWM então a WWE resolveu mostrar pra todos nós que ele não precisava estar ali, porque ele era uma besta imparável, ninguém poderia fazer nada, e fez isso através da história dessa luta. Brock Lesnar, com o melhor do estilo powerhouse da luta livre então enfrentava um dos lutadores mais técnicos da luta livre atual, Seth Rollins, e um dos maiores nomes da história da luta livre, John Cena. Uma grande luta, que mostrava um Lesnar imparável, um Rollins esgueiro e um John Cena que nunca desistia dentro do mesmo ringue, cada um com seu estilo, cada um dando o seu show. A história desse combate explicou o porque Lesnar merecia ser campeão, porque Seth Rollins era o nome do futuro (e foi o nome do futuro) e porque John Cena era o eixo motor da WWE até os dias atuais. A luta do ano.”

Izac Luna, Administrador do Wrestlemaníacos.

V8 rdo

“Desde a primeira vez que pisou num ringue, Cezar Bononi, mais conhecido como V8, mostrou para todos do que era capaz. Com seus quase 2 metros de altura e mais de 100kg, o ex-capitão da seleção brasileira de futebol americano após conseguir tudo no esporte, rumou para a luta livre em busca de um sucesso maior. Seu objetivo desde o ínicio foi ir para a maior empresa do mundo, a WWE. Cezar começou sua carreira há mais de 12 anos e após escolher o Futebol Americano, retornou para a BWF como um dos “Rookies” Em seu torneio valendo a chance do cinturão da Copa Anime Friends, destruiu seus adversários, até ser derrotado por Acce com ajuda de Xandão. V8 entrou em rivalidade com Xandão, mas a lenda da luta-livre nacional rumou para o México em busca de vôos maiores. V8 chamou a atenção dos olheiros da WWE no Torneio Latino Americano em 2014, quando fez duas lutas, inclusive contra um dos maiores nomes da luta nas americas, Sinner. V8 é considerado o melhor lutador do Brasil em 2015 devido a sua sequência de vitórias e principalmente por destronar o campeão Rei do Ringue da BWF, Sonico, no Anime Friends deste ano.”

Airton Ferreira, Reviews of Pro-Wrestling.

Reigns rdo

“A presença de três lutadores da WWE nos candidatos da categoria de “Lutador Supervalorizado” já comprova a tendência da empresa dos McMahon de colocar lutadores ainda verdes em posições altas do seu plantel. Roman Reigns, o vencedor desta categoria em 2015, é o melhor exemplo disso. Quando subiu para o Main Roster com a Shield em 2012, Reigns era um mero desconhecido de grande público. Formado no próprio território de desenvolvimento da WWE na época, a Florida Championship Wrestling, Reigns logo passou a ser visto como alguém que deveria ter tempo para se desenvolver, visto que, apesar de possuir o potencial, ainda estava muito verde para alçar vôos sozinhos. Porém, ao final da Shield, em 2014, a WWE decidiu colocar o primo de The Rock nas posições mais altas da empresa, sempre atrás do cinturão principal da companhia. Reigns, que possui apenas 5 anos de experiência no Pro-Wrestling, está ainda evoluindo como lutador (maior prova disso é que ele também foi o ganhador da categoria de Evolução do Ano), e muito provavelmente devesse estar disputando títulos secundários da empresa ou até na divisão de duplas. Ao invés disso, o lutador está tendo sua evolução apressada pela WWE, que o vê como um sucessor natural de John Cena no posto de “face” da empresa. Se esta evolução apressada e supervalorização irá funcionar, só o tempo pode dizer. De qualquer modo, o Roman Reigns é o Lutador Supervalorizado do ano de acordo com o Ringue de Ouro.
Cesaro rdo

“No fundo todos nós saberíamos que infelizmente o Cesarão da massa ganharia essa categoria, isso me deixa totalmente puto!! O cara é espetacular lutando, tem um baita carisma e mesmo assim e envolvido em lutas/feuds sem nexo algum, meu pedido de Natal foi um Push pra ele , espero que em 2016 ele tenha um ano melhor!”

– Jackson, WWE M1L GR4U.

Wyatt rdo

“Toda vez que uma personagem é construída, muitos fatores são levados em conta: será que fará sentido a sua existência? Como inserir essa personagem no universo das storylines? Como essa personagem vai se manter o maior tempo possível? Será que ela se manterá sem a necessidade de estar em rota de títulos a todo instante? Será que o ser humano por trás da personagem vai combinar com a personalidade exigida? Será que o público entenderá e aceitará a personagem naquele universo? E, convenhamos: diante de um mundo em que os fãs querem mais realidade e menos ficção, é uma tarefa hercúlea manter uma personagem com qualidade, linearidade e aceitação. Não é à toa que Bray Wyatt levou o prêmio “Ringue de Ouro” na categoria “Personagem do Ano”, contra dois outros brilhantes lutadores que caminham muito bem com suas personagens – Finn Bálor e Kevin Owens. Não só constrói uma personagem excepcional, com atratividade e desenvolvimento excepcional, mas, mesmo sem nunca ter conquistado um título na empresa (feito que é totalmente capaz e conseguir), estabelece algumas das storylines mais complexas e bem engendradas da WWE nos últimos anos, conduzindo a si mesmo e sua família, a cada dia, a fixarem seus nomes da história do esporte.”

João Aranha, Na Teia do Aranha.

roman reigns rdo

“Roman Reigns é um caso curioso. Ao mesmo tempo em que venceu na categoria de Evolução do Ano, ele também é foi considerado o lutador mais “Overrated” do ano. Ou seja, ao mesmo tempo em que se nota uma grande evolução do WWE Champion, ele também é considerado como alguém que está sendo colocado no topo muito rapidamente. É talvez um caso único, pois nota-se que ele possui qualidade e potencial, mas a pressa da WWE acaba o prejudicando de certa forma.
Completam o top 3 Seth Rollins e Sasha Banks, dois lutadores que tiveram uma enorme evolução de 2014 para 2015, e ao lado de Reigns serão os grandes nomes da WWE em 2016, 2017 e assim por diante.”

Rodrigo Rato, do Esgoto Extremo e Lendas Urbanas do Pro Wrestling.

Bray Wyatt rdo

“Bray tinha ampla vantagem nessa categoria, até por ter sempre muito tempo no microfone. Se ao longo do ano ele continua sem ter colocado um cinturão nos ombros, ao menos ele pode dizer que sabe o que fazer com um microfone nas mãos. É inevitável dizer que Bray tem sofrido com uma falta de bookagem consistente, acabando por sempre estar perdendo em storylines, e pode-se dizer que sua habilidade no microfone é o motivo pelo qual ele não perde o fôlego e consegue se manter relevante mesmo com o péssimo trabalho dos escritores da WWE.
Os outros concorrentes na categoria eram Seth Rollins e Kevin Owens. Rollins conseguiu aguentar a pressão de ser WWE Champion com uma excelente habilidade com o microfone nas mãos, enquanto Kevin não teve o menor problema em estrear em uma rivalidade com nada mais, nada menos do que John Cena, tendo um confronto no microfone com Cena que pra mim foi o mais empolgante do ano.”

Rodrigo Rato, do Esgoto Extremo e Lendas Urbanas do Pro Wrestling.

Ambrose rdo

“Mais uma categoria com três lutadores da WWE no top 3. Cesaro, Ambrose e Woods definitivamente são queridos pelo público, mas Ambrose acabou vencendo por uma margem de quase 30% de diferença para o segundo colocado. Apesar de sempre estar no posto de “coadjuvante” para Roman Reigns, é nítido que Ambrose poderia ser o grande nome da empresa sem qualquer dificuldade. Durante a rivalidade recente com Kevin Owens, por exemplo, viu-se que Ambrose é tão amado pelo público, que quando Owens (também um favorito do público, mesmo como heel) foi ataca-lo em um segmento, o público gritava para Ambrose que Owens estava atrás dele. É um pequeno detalhe que mostra o quanto as pessoas adoram o atual Intercontinental Champion, que tem tudo para um dia conseguir sair da sombra de Roman Reigns e se tornar ele próprio o WWE Champion.”

Rodrigo Rato, do Esgoto Extremo e Lendas Urbanas do Pro Wrestling.

Neville rdo

“Uma das finalidades de qualquer wrestler que se preze além de entreter é impressionar. Seja com suas habilidades interpretativas, mas principalmente com o seu atleticismo. Demosntrações de força, tal como diversificações físicas impressionam, mas pouca coisa te deixa mais boquiaberto do que um movimento quase inexplicável. É exatamente do que se trata o “golpe do ano”. Dos movimentos de vôo 3 são considerados bem complicados, um destes 3 é o Shooting Star Press. Agora o que dizer sobre uma variação de giro no próprio eixo enquanto seu corpo vira no ar? É quase um movimento de rotação/translação em quase 2 segundos. Fui um dos que votaram no Red Arrow. manobra sensacional que apenas um excelente voador pode realizar.

– Tytan, da FILL.

bálor rdo

“Não é surpresa pra ninguém que no pro-wrestling, tudo é relevante. Desde a ring skill, mic skill e até theme song. Mas nada demonstra mais a identidade do lutador como a sua entrance. E o Finn Bálor fez mais do que por merecer esse prêmio, diga-se de passagem. Arrancando suspiros de crowds em polvorosa, Bálor sempre nos impressionou com suas facepaints, ou jaquetinhas, ou qualquer outro tipo de artefato para realizar a sua entrada. É o tipo de entrance que você sintoniza e fica ansioso para ver. Não é só um lutador qualquer, fazendo um gesto qualquer com uma música qualquer. A surpresa era grande: esperávamos Bálor, e nos entregavam um demônio. Um demônio que leva toda a empolgação da alma de marks e smarks com sua entrada. O vencedor de Entrada do Ano é do tipo que você olha e diz: “Nossa, como é bom ser fã de pro wrestling”.

– Danilo Ezequiel, The Nilo Cast.

ambrose rollins rdo

“Uma rivalidade que infelizmente não foi tão explorada como poderia ser, porque tinha potencial para ser maior do que foi. Aliás, até hoje ela não foi resolvida, já que Rollins se machucou e a WWE mudou Ambrose de foco para não ofuscar Roman Reigns. A traição de Rollins à Shield foi marcante, talvez o maior acontecimento de 2014, e a rivalidade de Rollins com Ambrose se mantém até hoje, já que não foi completamente resolvida. Quando Seth Rollins retornar de sua contusão, é bem possível que a rivalidade entre os dois também retorne, com a provável inclusão de Roman Reigns no meio da situação. As outras rivalidades que disputaram o posto de “Feud do Ano” foram a entre John Cena e Kevin Owens, que teve grande impacto na metade do ano; e a entre Sasha Banks e Bayley, que nos deu duas das melhores lutas do ano de 2015. Mas nenhuma dessas rivalidades marcou tanto quanto a promessa de Ambrose de não deixar Rollins utilizar a maleta da Money in The Bank.”

Rodrigo Rato, do Esgoto Extremo e Lendas Urbanas do Pro Wrestling.

Raw rdo

“O RAW durante seu ano de 2015 teve diversos destaques, eu falar aqui de alguns que tiveram mais brilho e foram a causa da vitória do show nessa categoria. Começando com a ida de alguns lutadores do NXT para o roster principal, como Neville, uma grande estrela do NXT que fez sua estreia no plantel principal da WWE em um dos episódios da RAW. Não podemos esquecer também de um segmento que ocorreu em um dos episódios que foi de extrema importância para as Divas, o Divas Revolution. Subindo Charlotte, Becky Lynch e Sasha Banks, reforçando a divisão feminina e alavancando os shows. Retornos como The Dudley Boyz, Tommy Dreamer, Rhyno e Sting trouxeram grandes lembranças e criaram novas durante os shows. E em minha opinião, um dos principais lutadores que fez diferença este ano, foi Kevin Owens. O Superstar conseguiu fazer uma das melhores lutas e feuds da WWE no ano em apenas alguns meses dentro do roster principal da companhia. Podemos ver também John Cena que teve uma ótima feud com Kevin e deixou colado na memoria de diversos fãs de wrestling suas Open Challenges: Com Sami Zayn, Kevin Owens, Cesaro, entre outros. Outro destaque do ano foi a renovação da Stable, New Day. Com seus papeis de Heels e seus bordões “New Day Rocks”, Big E, Kofi Kingston e Xavier Woods conseguiram se renovar e melhorar ainda mais os shows semanais com piadas e seus estilos debochados de ser faziam os fãs esperarem a semana inteira para um novo segmento ou luta da Stable que certamente mudaram a opinião do público. Porém, não podemos deixar de fora a grande estrela de 2015 e o principal fator dos Raws serem interessantes: Seth Rollins. Sim, como não falar do cara que carregou diversos episódios do RAW nas costas, fazendo segmentos ótimos ao lado de Joey Mercury (Jararaca) e James Noble (Ratinho). Seth que abriu e fechou vários Raw’s com segmentos memoráveis e lutas no Main Event. Tanto o RAW, como a WWE em seu geral, terminaram o ano muito bem, mesmo tendo alguns tropeços pelo caminho, mas não há dúvidas que ano que vem o RAW continuará crescendo e levando a WWE a novos índices.”

Conrado, do Maníacos por Apostas.

Para conferir as porcentagens dos vencedores e dos outros colocados, clique aqui.

Quero agradecer a todos que votaram, a todos que participaram de todas as fases do evento e que ajudaram na divulgação desse prêmio que tem muito a crescer ainda e se tornar tradicional dentro da nossa blogsfera brasileira. Pro ano que vem devemos ter mais categorias participantes (principalmente da luta livre nacional), uma escolha maior ainda de lutadores indicados, e até entrega de prêmios para vencedores de categorias nacionais!

4 Comentários

Deixar um comentário
  1. Lutador do Ano: Difícil escolher entre o Seth e o AJ, mas votei no Seth!
    Lutadora do Ano: Sasha
    Luta do Ano: Bayley vs Sasha no NXT Brooklyn
    Lutador Br: Rapha Luque
    Time do Ano: Bullet Club For Life
    Lutador Supervalorizado: Roman Reings
    Lutador Desvalorizado: Cesaro
    Personagem do Ano: KO
    Evolução do Ano: Seth Rollins
    Melhor Mic: KO
    Mais Carismático: Xavier Woods
    Golpe do Ano: Red Arrow
    Entrance do Ano: Finn Balor
    Feud do Ano: Seth vs Ambrose
    Programa Semanal: RAW GANHOU! HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
    Votei no LU

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…