em ,

Após acusações de abuso sexual, David Starr é demitido da PROGRESS

Esta semana, o lutador David Starr foi acusado de abuso sexual por uma ex-parceira que foi ao Twitter revelar o caso. Depois disso, Starr se ausentou da rede social e agora deletou sua conta. Antes de excluir sua conta no Twitter, David Starr afirmou que estava bem com a carreira profissional no wrestling.

Estava, porque hoje a PROGRESS, uma das principais promoções britânicas de luta-livre, e onde Starr trabalhava, demitiu o lutador e Marc ‘Paz’ Parry, além de suspender Travis Banks, Jordan Devlin e Scotty Davis (todos acusados de abuso sexual).

Quarta-feira foi quando o caso de abuso sexual veio à tona. A usuária do Twitter com o nome @slaymysterio divulgou uma série de capturas de tela do telefone e correspondências de mensagens que acusam Starr de abuso sexual.

David Starr deu uma declaração via Twitter praticamente admitindo a história:

“Eu cometi muitos erros na minha vida, especialmente no que diz respeito ao meu relacionamento com minhas parceiras. Eu não sou um predador, mas tenho sido um idiota emocionalmente imaturo para minhas parceiras. Estou assumindo isso e aproveitando esse tempo para crescer. Eu não irei para a ofensiva. Não consigo fugir da mentira e da trapaça.

Não consigo tirar a dor emocional e mental que causei a mim e as minhas parceiras. Posso garantir que isso não aconteçerá novamente. Aceitei meus erros e quaisquer que sejam essas consequências, não há desculpas, mas não sou um predador sexual.

Por Johnny Marques

Fundador do Wrestlemaníacos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *