em , ,

Artigo – Mais uma vez Cody Rhodes muda o mundo do PW – Espaço Livre

Artigo novo no Espaço Livre, o quadro do site onde, você leitor do Wrestlemaníacos que escreveu um artigo interessante sobre qualquer assunto no mundo da luta livre mas não sabe onde postar tem seu espaço! Quer publicar seu texto aqui no site? Manda pra gente em [email protected] que a gente avalia e se a nossa equipe gostar, vai pro ar! Hoje o texto é de autoria do Ayrton de Oliveira e o assunto não poderia ser outro nessa semana: Cody Rhodes!

Em seu texto, Ayrton fala como um fã de Cody e relembra seus feitos desde sua saída da WWE em 2016 até seu provável retorno à empresa em breve! Leia e aproveite!

E mais uma vez Cody Rhodes muda o mundo do Pro-Wrestling

Por Ayrton de Oliveira.

“O Pro-Wrestling é um esporte que envolve paixão, e por vezes, envolve também conexão familiar. A WWE, por exemplo, adora que seus comentaristas falem qual a relação familiar dos membros do seu roster. A empresa tem “os filhos do Rikishi”, “a sobrinha do Bret Hart”, “o primo do The Rock” e algum dia teve “o filho de Dusty Rhodes”.

“The American Dream” Dusty Rhodes é um dos maiores pilares do Pro-Wrestling, o homem, que ainda em vida já era lenda, passou pela NWA, WCW e pela WWE, onde permaneceu até os últimos dias de vida e segue homenageado até hoje.

Dusty deixou um legado enorme, cada wrestler que foi mentorado por ele leva um semblante de gratidão estampado. O legado Dusty segue intacto, e permanece sendo respeitado pelos seus filhos, Dustin e Cody Rhodes.

Seguindo os passos do pai, Cody Rhodes se tornou um wrestler. Começou sua carreira na OVW e logo em seguida parte para a WWE, empresa na qual permaneceu de 2007 até 2016. Em seu período na empresa, Cody venceu o Tag Team Championship diversas vezes, trouxe de volta o modelo clássico do Intercontinental Championship, fez um grupo com Ted DiBiase e Randy Orton e terminou seus dias na empresa como Stardust, um personagem cômico que o fez reconsiderar sua carreira na WWE.

Em maio de 2016 Cody Rhodes pede demissão da WWE e muda o mundo do Pro-Wrestling.

Ao sair da Empresa de Stamford, Cody deixa uma mensagem gigantesca aos fãs e pro-wrestlers ao dizer que não aceitaria o dinheiro da empresa em troca de sua felicidade. O lutador publicou uma carta aberta em seu antigo perfil do Twitter, comentando algumas frustrações com a empresa. Entre elas, Cody listava que seu principal objetivo era se tornar WWE Champion, e isso nunca foi atendido, e ao ver-se tendo que encarnar o papel de Stardust toda semana, decidiu pedir seu desligamento da WWE.
Claro, outros grandes nomes também já haviam decidido sair da WWE antes, como Stone Cold Steve Austin, Brock Lesnar e Kurt Angle, nomes até maiores que o do lutador. Ainda assim, a saída de Cody deixou um impacto muito maior.

A saída de Cody da WWE chocou o mundo do Pro-Wrestling, pois esse lutador, que certamente seria Hall of Famer, decide virar free agente em busca de se conectar com o wrestling novamente. E assim o fez. Cody participou de indies, teve alguns combates, ganhou alguns cinturões, fez turnês por diversas empresas e então estreou na Ring of Honor.

Em junho de 2017 Cody Rhodes vence o ROH Championship e muda o mundo do Pro-Wrestling.

Um dos seus primeiros atos de Cody Rhodes como campeão foi criar um anel para representar o seu Ring of Honor Championship, e nessa época Cody também já era parte do Bullet Club. Hoje o grupo pode não ser mais tão marcante quanto um dia foi, porém, assim como eu, muitos fãs brasileiros de Pro-Wrestling não acompanharam o auge da NWO, nem Bret vs. Shawn e nem a queda do Mankind na Hell in a Cell contra o Undertaker, mas nós conseguimos acompanhar a marca que Bullet Club deixou nos ringues, e a marca é gigantesca.

A saída de Cody da WWE coincidiu, e até mesmo impulsionou, a crescente onda que as empresas indies e a NJPW estavam ganhando com os fãs mais casuais que apenas conheciam a WWE. O Bullet Club foi uma parte significativa, que fez a atenção do grande público se virar para a NJPW durante alguns anos. A formação do Bullet Club com Cody Rhodes, também contava com os Young Bucks, Hangman Adam Page e Kenny Omega, os nomes que fariam parte da Elite tempos mais tarde.

A junção de Cody com esses nomes, e seus esforços cada vez mais crescentes, o levaram para a NJPW e em janeiro de 2018 Cody Rhodes vai para o Wrestle Kindom e muda o mundo do Pro-Wrestling.

Os holofotes nunca se apagaram para Cody Rhodes, mas além disso, os holofotes para as indies cresciam ainda mais. Os shows de companhias independentes estavam se tornando mais acessíveis, e vários lutadores ganharam cada vez mais destaques. Não só as empresas indies cresciam, mas também o NXT se mostrava um produto cada vez melhor. Durante 2017 e 2018, cada show de cada empresa era imperdível, os fãs de Pro-Wrestling estavam no paraíso.

Cody Rhodes não foi o único motivo pelo qual as indies começaram a ganhar visibilidade, mas ele certamente foi um dos grandes motivos que levaram a atenção do público mainstream para outras empresas de wrestling. O futuro do Cody se torna mais brilhante ainda. Cody vira parte integral do Being The Elite, entrega ótimas performances, e ao lado de dos Young Bucks e Kenny Omega, anuncia o evento All In.

Em setembro de 2018 Cody Rhodes vence o NWA World Heavyweight Championship e muda o mundo do Pro-Wrestling.

O All In foi histórico. Foi o primeiro evento não realizado pela WWE desde 1993 a vender 10,000 tickets: Um evento indie com uma estrutura gigantesca. De repente, os olhares do mundo inteiro se voltaram para um produto que não era da WWE. O All In contou com 11 lutas, entre elas Cody vs Nick Aldis pelo NWA Worlds Heavyweight Championship, e na ocasião, Cody conquistou o cinturão que um dia foi de seu pai.

A emoção de ver o All In mostrava o que era o amor pelo Pro-Wrestling, a vitória de Cody volta a mostrar que esse esporte também é sobre laços familiares, mas além disso é sobre histórias e narrativas que foram contadas no ringue durante todo o evento.

O sucesso do All In foi enorme, como era de se esperar, e pelo resto do ano parecia que Cody Rhodes havia chegado no topo da montanha. 2018 foi um ano incrível para o Pro-Wrestling, e então o ano terminou.

Em 1 de janeiro de 2019, Cody Rhodes e a Elite anunciam o pay-per-view Double or Nothing e a criação da AEW, e mudam o mundo do Pro-Wrestling.

AEW surge não só como competição direta contra o NXT, mas também como uma casa nova aos wrestlers do circuito independente, que agora estariam em shows televisionados semanalmente. Entre os nomes de peso que estariam envolvidos na AEW ainda em 2019, além da Elite, também estava Chris Jericho, Pac e Jon Moxley.

A empresa logo se torna a maior conversa do circuito de Pro-Wrestling, e nela, Cody Rhodes tem o seu lugar fixo, como um dos maiores nomes presentes. Cody ganhou destaque, Cody ganhou entrada especial, Cody ganhou 5 estrelas na luta contra seu irmão Dustin Rhodes, mas Cody não ganhou o AEW World Championship e anuncia, em 2019, que não desafiaria mais pelo título principal da empresa.

Em novembro de 2019 Cody não vence o AEW World Championship e muda o mundo do Pro-Wrestling.

Fãs de wrestling já são vacinados contra a palavra “nunca”. Se alguém diz que algo nunca mais vai acontecer, logo sabemos que vai acontecer sim, e com bastante dinheiro envolvido. Mas esse não foi o caso de Cody Rhodes.

O lutador manteve sua palavra até seu último dia na empresa, não desafiou nenhum outro campeão pelo AEW World Championship. Talvez as muitas comparações entre Cody e Triple H tenham levantado a hipótese que Cody lutaria sim pelo título principal da empresa. As semelhanças entre os lutadores, de fato, são muitas, principalmente quando se diz respeito as feuds, tanto Cody quanto Triple H sempre saem por cima na luta final.

O fato de Cody Rhodes decidir não lutar mais pelo título mundial na empresa que criou, sendo que uma das razões de sair da WWE foi não ganhar o título mundial, é no mínimo interessante e altruísta. Cody já nasceu com seu nome gigantesco, mas na AEW conseguiu fazer nomes como Darby Allin, MJF e Sammy Guevara se tornarem grandes também.

Claro, Cody foi o primeiro TNT Champion, e foi a primeira pessoa a vencer três vezes o título, mas essa não foi sua maior conquista na AEW. Mesmo fora do cenário do main event, Cody era amado e odiado entre os fãs. A cada luta os fãs torciam e vaiavam o lutador, Cody pulou de uma steel cage contra Wardlow, Cody se lançou numa mesa em chamas contra Andrade El Idolo e Cody teve vários spots inesquecíveis contra Sammy Guevara em uma ladder match, que também recebeu 5 estrelas.

A cada promo que Cody fazia, a resposta do público era apenas uma: aplausos. E esses aplausos ecoavam, viravam notícias, viravam teorias sobre as próximas lutas, novos lutadores entravam na companhia e logo surgiam dream matchs contra Cody Rhodes, lutas essas que talvez permaneçam em sonho durante bastante tempo. Em sua última promo na AEW, Cody Rhodes já não tinha mais contrato com a empresa. E novamente as teorias surgem. Estaria Cody Rhodes saindo da AEW ou isso era apenas o início de mais uma storyline?

Em fevereiro de 2022 Cody Rhodes anuncia que está saindo da AEW e muda o mundo do Pro-Wrestling.

Poucos minutos após o perfil da AEW divulgar em suas redes sociais que Cody estava de saída da empresa, o lutador volta a ser o tópico principal entre a conversa de fãs de wrestling. Cody não só está saindo da empresa que ajudou a fundar, mas também está conversando com a WWE sobre um possível retorno.

Monetariamente, esse é a melhor época para voltar para a WWE, afinal a empresa está ganhando mais dinheiro durante a pandemia do que já ganhou no passado, mas em termo de controle criativo, essa é a pior época para voltar para a WWE.

Com todas as especulações, a certeza é que Cody saiu da AEW, para onde ele vai ainda é uma incógnita. Cody se tornou uma estrela fora dos ringues, tem seu próprio reality show e é jurado do programa Go-Big Show, se ele quiser pode até mesmo focar apenas nessa carreira e sair do mundo da luta livre.

Enquanto a vontade de ser campeão mundial da WWE, talvez isso até aconteça, na empresa existe um título universal que ganhou destaque nos últimos anos por permanecer com apenas um lutador, e os fãs certamente querem ver esse título mudar de mãos.

O fato é que Cody Rhodes saiu da AEW e isso movimenta o mundo do ProWrestling de uma forma tão impactante quando a própria criação da AEW. Cody foi um dos criadores e é o primeiro grande nome a sair da empresa. E a última vez que Cody saiu de uma empresa mudou completamente os rumos do Pro-Wrestling, e agora não há motivo para que ele não mude tudo novamente.

Especulações à parte, Cody ainda tem uma carreira longeva pela frente. O lutador está no auge de sua forma física, entrega combates impressionantes e possui habilidade no microfone. A decisão de sair da AEW choca muitos, mas também anima muitos outros. Para onde quer que Cody Rhodes vá, ele está fazendo o Pro-Wrestling um esporte muito bom de se acompanhar.”

As opiniões presentes no texto podem divergir das opiniões editoriais do Wrestlemaniacos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…