em ,

Brock Lesnar é acusado de abuso sexual

Ex-WWE acusa o lutador de abuso sexual em 2002

O nome de Brock Lesnar apareceu no movimento #SpeakingOut. O movimento, que vem fazendo pessoas relatarem abusos sexuais, físicos e mentais na cena da luta-livre, conseguiu tornar públicas histórias pesadas dos bastidores do esporte.

Agora Brock Lesnar está sendo acusado de abuso sexual pela ex-WWE Terri Runnels. Runnels, durante uma entrevista no podcast “Kee on Sports”, disse que Lesnar exibiu seu pênis quando ela trabalhava na empresa em 2002:

Eu não tenho muito respeito por Brock, não acho que Brock respeite os fãs de luta-livre. […] Ele me mostrou seu pênis e me chamou quando eu passava por ele, ele estava no provador e abriu a toalha para que eu pudesse ver suas partes íntimas.

Ele sabia que teria muito poder, que eles (WWE) lhe dariam o controle, mas naquele momento, eu estava nesse negócio há muito tempo. Eu mereço respeito e o que ele fez foi muito, muito errado. Do ponto de vista do respeito, do ponto de vista do assédio sexual, estava errado. ”

Runnels fez a mesma alegação durante uma entrevista em 2004, mas desta vez ela deu mais detalhes. Ela mencionou que a WWE iria dar a Lesnar o WWE Championship, o que indica que o suposto incidente teria acontecido em 2002, apenas alguns meses depois que ele fez sua estreia no elenco principal.

A WWE emitiu uma declaração sobre as acusações que alguns de seus lutadores sofreram pelo movimento:

Os indivíduos são responsáveis ​​por suas próprias ações pessoais. A WWE tem tolerância zero em assuntos que envolvam violência doméstica, abuso infantil e agressão sexual. Após a prisão por tal má conduta, um talento da WWE será imediatamente suspenso. Por condenação por tal má conduta, um talento da WWE terá imediatamente seu contrato rescindido. A capacidade da WWE de multar, suspender ou encerrar um talento da WWE não será, no entanto, limitada ou comprometida de qualquer maneira no caso de serem apresentadas à WWE evidências incontestáveis ​​de tal má conduta ilegal. ”

Durante a última semana, houve dezenas de denúncias sobre lutadores dentro e fora dos Estados Unidos. A maioria deles não estão na WWE, mas o #SpeakingOut afetou a empresa quando Jack Gallagher acabou sendo depois que ele foi acusado por uma mulher de abuso sexual no ano de 2014.

Visite nossas redes sociais: @wrestlemaniacos

Por Johnny Marques

Fundador do Wrestlemaníacos.

Um comentário

Deixar um comentário

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *