em ,

Chris Jericho chama CM Punk de “câncer” da AEW

Com o fim das investigações sobre o incidente nos vestiários do AEW All Out onde CM Punk e os membros da The Elite trocaram socos, novas informações sobre o caso tem saído na mídia.

Conforme relatamos aqui, após a coletiva de imprensa do All Out em 4 de Setembro, quando CM Punk realizou um monte de acusações a outros lutadores da empresa e aos vice-presidentes executivos Kenny Omega, Matt Jackson e Nick Jackson, a situação escalou nos vestiários do show e os lutadores (além de outras pessoas envolvidas como Ace Steel e Brandon Cutler) trocaram socos e foram suspensos por tempo indeterminado. Pois bem, no ultimo AEW Dynamite a empresa divulgou um teaser sobre a The Elite, o que pode indicar um retorno dos lutadores ao show. Fontes inclusive dizem que Omega e os Bucks estavam nos bastidores do show e devem retornar em breve.

O retorno de Omega e dos Young Bucks aos bastidores do show indicam que a suspensão dos lutadores deve ter chego ao final e as investigações sobre o caso também. Com isso, mais informações sobre fatos ocorridos naquele dia estão vindo à tona para a imprensa. Uma das histórias novas sobre o “Brawl Out” (como a imprensa americana tem chamado a briga nos vestiários) é de que CM Punk teria dito em seu relato sobre o caso que Larry, o cachorro de Punk teria machucado a mandíbula quando tentaram abrir a porta de seu vestiário abruptamente. A informação porém não é confirmada por ninguém nem havia sido falada anteriormente por Sean Ross Sapp ou por Dave Meltzer, dois dos principais jornalistas com fontes dentro da empresa.

Outro fato novo que saiu à mídia recentemente é o envolvimento de Chris Jericho no caso. Conforme falamos recentemente aqui no Wrestlemaníacos, Jericho junto de Bryan Danielson e Jon Moxley se tornaram importantes lideres de vestiário, principalmente durante essa situação, colocando o ambiente dos lutadores em ordem. Segundo o Fightful Select relatou, na noite do Brawl Out, diversas fontes viram Chris Jericho tentando resolver a situação entre as partes envolvidas na briga, inclusive confrontando CM Punk e dizendo que ele era um “câncer” do vestiário e um perigo para a AEW.

“Várias pessoas falaram com o Fightful que Chris Jericho conversou com CM Punk, insatisfeito pela briga do Brawl Out assim como pelas atitudes de Punk na coletiva de imprensa. Jericho disse a Punk que ele era um câncer no vestiário e um perigo para a empresa. As testemunhas relatam que não sabem exatamente o que Punk respondeu, mas disseram que ele teria dito a Jericho que aquilo não era da conta dele e que ele precisava sair dali.”

Fightful Select

Mais informações sobre o caso e até possíveis punições devem sair em breve. Além das suspensões para todos os envolvidos, a única pessoa que foi demitida nessa história foi Ace Steel, agente da AEW e amigo próximo de CM Punk. Conforme informamos anteriormente aqui, a AEW estaria cogitando a possibilidade de adiantar os salários do fim do contrato de Punk para dispensa-lo, mas quer uma clausula de não-participação em outras empresas por parte de Punk.

Fique atento ao site do Wrestlemaníacos e as nossas redes sociais para mais informações sobre o caso do Brawl Out.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…