em ,

Cobertura: AEW Double or Nothing 2022

Mais uma grande noite de Wrestling para a All Elite

Ontem (29), a All Elite Wrestling apresentou Double or Nothing, o seu segundo PPV do ano. O evento foi marcado por lutas como as finais da Taça Owen, a violenta Anarchy in the Ring, a assinatura de 3 novos talentos com a empresa, e a troca do Campeonato Mundial.


Antes do show principal, tivemos o Buy In. Durante a antevisão, a dupla The Acclaimed e o Gunn Club compareceram para fazer um Freestyle especial. Anthony Bowens, quem tem uma lesão, chamou o Club de “Ass Boys”, e os irmãos Gunn cancelaram o resto da música.

The Buy In: HOOKhausen vs. Tony Nese & “Smart” Mark Sterling

Imagen

Logo de ser humilhado há umas semanas em Dynamite, Danhouse demonstrou muita mais habilidade no ringue no seu segundo combate na AEW. Quando HOOK recebeu o “tag”, destroçou a dupla de Nese e Sterling com suas variações de Suplexes.

Nese fugiu da surra, deixando o seu advogado sozinho. O filho do Taz acabou com ele, mas entregou o tag para o Danhousen, quem fez o Pinfall. Vitória da dupla HOOKhausen na sua estreia.

Imagen

Wardlow vs. MJF

O show principal começou com a luta pelo contrato do segurança. Logo de várias horas de especulação, MJF compareceu na arena para ser recebido por uma onda de vaias. Wardlow continuou com a sua entrada sem música e em algemas.

Foi uma Squash. MJF tentou vencer com trapaça e manha, mas a força do Wardlow foi muito mais. Com um total de 10 Powerbombs, o segurança derrotou o seu chefe, e finalmente obteve o seu contrato com All Elite Wrestling. Friedman foi levado em uma maca até o vestiário logo da luta, enquanto seu ex-empregado celebrava com a torcida.


Hardy Boys vs. Young Bucks

A maior dupla do início da década de 00 contra a maior dupla da década de 10. Os Hardys, especificamente Jeff, tiveram problemas com o ritmo acelerado da luta. Mas ainda tiveram momentos impressionantes, como um Voo de Anjo no Matt Jackson, o quem estava sobre as escadas metálicas, fora do ringue. Com uma combinação de Twist of Fate e Voo de Anjo, os Hardys venceram.


Campeonato da TBS: Jade Cargill (c) vs. Anna Jay

Esta luta esteve marcada pela estreia na AEW de dois grandes talentos. Durante a luta, foi revelado o novo representante da Jade Cargill: o popular Stokely Hathaway. Ele distraiu Anna Jay para que Cargill aplicasse o Jaded, e retivesse o seu cinturão.

Logo da luta, comparecendo em defesa da Anna Jay, chegou a segunda estréia da noite: Athena é All Elite! Parece que ela será a seguinte desafiante pelo título da chefa do Baddies Club.


House of Black vs. Death Triangle

Foi uma luta de trios cheia de ação. Uma spotfest de alto nível, com Lariats, Poison Ranas, Canadian Destroyers e muito mais. O combate acabou graças à interferência da nova integrante da House of Black, Julia Hart. A maldição que Malakai colocou na ex-Varsity Blondes finalmente tomou efeito, e ela usou o Black Mist para cegar o Pac. Vitória da House of Black.


Final masculina da Taça Owen: Adam Cole vs. Samoa Joe

Foi um combate intenso entre os dois concorrentes. Cheio de Chops por parte do Joe, e diversos pontapés feitos pelo Adam Cole. Logo da interferência do Bobby Fish, Adam Cole tomou conta da luta, e ganhou com o Boom para virar o primeiro Campeão da Taça Owen.

Final feminina da Taça Owen: Dr. Britt Baker D.M.D. vs. Ruby Soho

Duas entradas especiais para as concorrentes. Britt chegou com seu próprio guitarrista (Rich Ward, da banda Fozzy), enquanto a banda Rancid tocou a música da Ruby Soho.

Soho tentou ganhar com uma Sharpshooter, mas não deu certo para ela. Baker surpreendeu a Soho com um enrolamento para obter a vitória, e virar a primeira Campeã do torneio. As duas deram um sinal de respeito mutua logo do combate.

Baker e Cole, os dois campeões, se beijaram durante a cerimônia de premiação. Além da taça, os dois receberam cinturões especiais por ganhar seus torneios. Martha Hart, a viúva do Owen, esteve presente para entregar os prêmios.


American Top Team vs. Tay Conti, Sammy Guevara e Frankie Kazarian

Guevara e Conti chegaram com roupas inspiradas no filme “Malévola”, e se deram um beijo apaixonado no palco. O que levou fortes vaias por parte da torcida.

Paige VanZant surpreendeu a torcida durante a sua estreia. Demonstrando um amplo conhecimento do ringue durante sua briga com a brasileira Conti. Finalmente, com um Cutter no Kazarian, Scorpio Sky obteve a vitória para a sua equipe. E segundo a estipulação do combate, nem Sammy nem Frankie podem concorrer pelo Campeonato da TNT no futuro.


Kyle O’Reilly vs Darby Allin

Mesmo se muitos acharam a luta aleatória no momento que foi marcada para o evento, Darby e KOR brilharam no ringue. Tivemos um momento assustador, logo que Allin falhou seu clássico Dive, golpeando a sua cabeça com o solo.

Darby aplicou o Scorpion Death Drop (o finisher do seu mentor, Sting), mas não deu certo. O’Reilly obteve a vitória com uma joelhada desde a terceira corda.


Campeonato Mundial Feminino da AEW: Thunder Rosa (c) vs. Serena Deeb

A campeã chegou ao ringue vestindo umas roupas en comemoração às vítimas da massacre acontecida em Uvalde. Serena Deeb demonstrou porque é a “mestra” da divisão feminina, com um alto nível de habilidade.

Ambas lutadoras demonstraram ser muito competentes no ringue, surprendendo ninguém. Mas Thunder Rosa reteve o seu título com uma bela combinação de Superplex com Fire Thunder Driver. Grande combate entre as duas.


Anarchy in the Ring: Jon Moxley, Bryan Danielson, Santana, Ortiz & Eddie Kingston vs. A Jericho Appreciation Society

O JAS chegou ao ringue com uma fantasia inspirada no Drugues do filme “Laranja Mecânica”. Quando a outra equipe chegou, a música do Jon Moxley (“Wild Thing”, da banda X) não parou, criando uma atmosfera na arena comparável as lutas do New Jack na ECW (com a sua música “Natural Born Killaz”, do Ice Cube e Dr. Dre). Jericho, farto da música, quebrou o sistema de som.

Foi um combate muito violento. Cheio de sangue e arame farpado. Kingston tentou prender fogo com gasolina no Jericho, mas também no se companheiro Danielson. Isso causou uma quebra na sua equipe. Logo de quebrar por completo o ringue, Jake Hager e Chirs Jericho enforcaram o Danielson com uma das cordas para obter a vitória para o seu time.


Andrade El Ídolo compareceu em um vídeo (já que se casou recentemente) para anunciar a chegada de mais um lutador à AEW. Não apenas isso, Un Luchador Ingobernable. Se trata del Toro Blanco, Rush!

Rush foi uma das estrelas dos últimos anos do Ring of Honor, assim que esta contratação tem muito sentido. Ainda é incerto se ele fará parte do elenco da nova empresa do Tony Khan, mas por agora, ele concorrerá na divisão individual da AEW. E claro, provavelmente na divisão de duplas, junto com o Andrade.


Campeonatos de Duplas da AEW: Jurassic Express (c) vs. Swerve in Their Glory vs. Team TAZ

Logo de sua excelente tripla ameaça no Revolution, os Campeões conseguiram obter mais um clássico no seu histórico. O Team TAZ tinha a vitória ganha, mas em mais de um momento da luta, Christian Cage evitou que a trapaça do Ricky Starks acabasse em sucesso. Aplicando seu finisher no Swerve, Jungle Boy e Luchasaurus retiveram.


Campeonato Mundial da AEW: “Hangman” Adam Page (c) vs. CM Punk

A torcida esteve dividida para o Main Event. Os gritos de “CM PUNK” e “COWBOY SHIT” encheram a arena de uma atmosfera incrível. Hangman deu todo para vencer o veterano Punk, quem teve momentos difíceis no combate. Até errou durante seu próprio Buckshot Lariat, e errou feio.

Mas mesmo com os botches, ambos deram tudo durante a luta. E o climax chegou com um momento muito parecido com esse clássico Roddy Piper vs. Bret Hart da WrestleMania VIII. Hangman tentou utilizar o seu cinturão para bater o Punk, mas a indecisão o atacou. E aproveitando a dúvida, Punk aplicou o GTS para conseguir o Pinfall e vencer na luta. Novo Campeão Mundial!

CM Punk, logo de sua surpressiva aposentadoria no 2014, conseguiu virar Campeão Mundial de uma empresa mais uma vez. Com sua celebração, acabou o PPV. O quem será seu próximo rival?


Essa foi a nossa cobertura do Double or Nothing. Fique ligado com Wrestlemaníacos para mais informações do mundo da luta livre!

Por César Mendoza

Un peruano con suerte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…