em , ,

Velveteen Dream e outros membros do elenco da NXT foram demitidos

Nesta quarta (19) e quinta (20), a WWE anunciou a demissão de 9 membros do elenco da NXT. Alguns deles nunca fizeram sua estreia em alguma luta televisada. No total foram 7 lutadores e 2 árbitros os afetados pela decisão da empresa. Esta é a lista dos demitidos:

Patrick Clark (Velveteen Dream)

Velveteen Dream

Concorrente da última temporada do Reality Show da WWE, Tough Enough, Clark foi contratado para fazer seu desenvolvimento como lutador no Performance Center. Em 2017, criou seu personagem Velveteen Dream, Um cara misterioso baseado no cantor Prince. Rapidamente, ganhou sucesso na NXT. Ainda virou-se campeão norte-americano. Muitos lutadores, como John Cena, acreditavam que ele viraria uma grande estrela no futuro.

Velveteen Dream

Porém, após uma acussação por assédio nas mídias sociais. e por uma lesão provocada por um acidente de automóvel, Dream perdeu o carinho dos fãs. A medida que o ano 2020 avançava, Dream comparecia cada vez menos na NXT. E suas derrotas eram cada vez mais frequentes. Sua última luta foi contra Adam Cole no episódio de 23 de dezembro de 2020, a qual também perdeu.

Mesmo se ele tinha muito potencial, sua demissão não é uma grande surpresa. Era claro que Clark perdeu a confiança com seus chefes na NXT. Também que muitos dos seus fãs já não gostavam dele por causa da sua atitude problemática. Mesmo se ele podia ter sido um dos rostos da WWE no futuro, suas ações no passado estragaram seu acrescimento. O sonho finalmente acabou para Velveteen Dream.

Axel Tischer (Alexander Wolfe)

Alexander Wolfe

Tischer foi contratado no ano 2015, como parte de uma turma de contratações internacionais. Foi o primeiro lutador alemão em ser contratado pela WWE. Em 2016, fundou a equipe Sanity, com Nikki Cross e Erick Young. O grupo teve sucesso na NXT, e eventualmente conquistou os NXT World Tag Team Championships em 2017.

SAnitY

Em 2018, Wolfe foi levado junto com Sanity até o elenco de SmackDown. Mas seu tempo ali foi um fracasso e a equipe desapareçeu no 2019. Então, ele foi transferido a NXT UK onde foi membro de Imperium, sob o mando do WALTER.

Imperium

Mas sua aliança com os europeus acabou recentemente. Na edição do dia 18 de maio de NXT ele foi expulso do grupo após uma derrota frente a seu antigo parceiro de Sanity, Killian Dane. Infelizmente para ele, foi demitido ao dia seguinte.

Drake Wuertz

Drake Wuertz

Wuertz foi conhecido por muitos anos na cena independente como Drake Younger. Chegou à WWE no ano 2014 não como um lutador, mas como árbitro para NXT. Eventualmente, ele foi outorgado o cargo de árbitro chefe da empresa. Porém, ele mesmo acabou com a confiança que a empresa tinha com ele após vários incidentes nos bastidores.

Drake Wuertz

Wuertz está associado com movimentos de extrema direita, os quais acreditam na teoria de conspiração QAnon. Comparecendo em reuniões deste grupo ao mesmo tempo das gravações da NXT, Drake criticou o uso de máscaras como proteção contra a COVID-19. Aliás, ele não tinha uma boa relação com o resto dos membros do elenco da NXT.

Segundo o site Fightful, Wuertz protagonizou um incidente no ano passado, o qual aconteceu durante os protestos do movimento Black Lives Matter. Triple H fez um depoimento nos bastidores para todo o elenco no qual mencionou que NXT celebra a diversidade, mas quando ele disse que pessoas de qualquer religião eram bem-vindas na empresa, Wuertz fugiu de um jeito agressivo do Performance Center. Foi suspenso pouco depois disso. É claro que isso afetou, justificavelmente, na demissão dele.

Jessamyn Duke

Jessamyn Duke

Ex-lutadora da UFC, Duke foi contratada no 2018 pela WWE. Fez sua estreia no primeiro PPV da WWE focado em mulheres, Evolution, junto de Marina Shafir. As duas ajudaram Shayna Baszler reter seu campeonato feminino da NXT. Foi aliada da Baszler desde então, fazendo trapaças em favor dela. Sua última aparição foi no segmento RAW Underground do dia 17 de agosto do 2020.

Danielle Kamela (Vanessa Borne)

Vanessa Borne | WWE

Ela foi contratada no ano 2016, e foi umas das concorrentes no primeiro Mae Young Classic. Continuou fazendo algumas aparições na NXT até o fim de 2019. Segundo uma reportagem, a WWE tinha planos para ela no elenco principal mas nunca fez sua estreia ali.

Brandi Lauren (Skylar Story)

Identidad de los rivales de Erik y Marina Shafir en Raw Underground |  Superluchas

Teve uma luta em NXT, no ano 2018, na qual perdeu frente a Lacey Evans. Ela usou seu nome oficial nessa oportunidade. Além disso, compareceu na celebração de Damian Priest após que ele ganhou o Campeonato Norte-americano da NXT.

Damien Priest

Foi oficialmente contratada pela WWE em outubro do ano passado. Mas nunca teve uma luta oficial no show semanal sob seu novo nome.

Kavita Delal (Kavita Devi)

A primeira lutadora mulher da Índia em ser contratada pela WWE. Concorreu nos dois Mae Young Classics e fez parte da batalha real feminina do Pre-show de WrestleMania 34 mas não tinha lutado desde o ano 2018.

EJ Nduka (Ezra Judge)

Ezra Judge

Nduka era um jogador de futebol americano, e teve dois tryouts com a WWE antes de ser contratado em agosto do 2019. Teve algumas lutas em House Shows, mas não nos programas semanais.

Jake Clemons

Jake Clemons

Clemons trabalhava como árbitro para a empresa EVOLVE. Quando essa companhia foi comprada pela WWE em 2020, também contrataram Clemons como árbitro. Mas nunca foi usado na NXT.

Jake Clemons

Sua única arbitragem na WWE foi em fevereiro do 2020, quando foi comprado pelo Seth Rollins para fazer perder Kevin Owens frente a Randy Orton. Pagou caro por sua corrupção, já que KO quebrou uma mesa com ele.


Todos os demitidos não podem trabalhar em outra empresa até 30 dias, segundo uma estipulação em seus antigos contratos. Quer dizer que eles vão ter que esperar até junho para comparecer no ringue de novo.

Por Bombástico Mendoza

Un peruano con suerte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…