em ,

Freddie Prinze Jr quer fundar nova companhia de luta livre

O pessoal que era adolescente na virada do milênio pode ter uma lembrança mais fresca de quem é Freddie Prinze Jr, estrela hollywoodiana que atuou em filmes como o suspense “Eu sei o que Vocês Fizeram no Verão Passado” (1997) e a comédia romântica “Ela é Demais” (1999), que fizeram grande sucesso aqui no Brasil em seus anos de lançamento. Outras pessoas também podem se lembrar de Freddie em Scooby Doo (2002) e Scoob Doo 2 (2004) como Fred. Mas alguns dos fãs de luta livre lembram dele como um dos produtores e escritores do Raw entre 2010 e 2012. Muito fã de pro-wrestling, Freddie agora quer abrir sua própria empresa.

Em seu podcast Wrestling With Freddie, o ator revelou os próximos passos de um plano do qual ele tem falado constantemente: Freddie Prinze Jr. quer iniciar sua própria empresa de luta livre nos próximos 18 meses, e já destacou alguns pontos: Quer um show semanal de 2 horas onde homens e mulheres terão o mesmo tempo de tela e seus lutadores deverão estar todos sindicalizados no SAG (Screen Actors Guild), o sindicato dos artistas de TV americano, que abrange desde atores e atrizes até apresentadores de TV e diretores.

Confira o que Freddie disse sobre seu projeto:

“Eu pretendo ter essa coisa em funcionamento em 18 meses. Esse é o meu plano.

Há uma maneira de fazer isso mais cedo, mas isso exige que eu vá para a Austrália por três meses e deixe minha família. Eu não sou um grande fã de fazer isso, independentemente de quão gentil e respeitoso o estúdio seja, a menos que eu estivesse em uma posição onde eu não tivesse escolha. Eu amo ser pai. É a razão pela qual eu me afastei dos negócios em primeiro lugar.

Duvido que eu tenha um contrato de TV imediatamente. É muito difícil ser o dono e conseguir um acordo de TV no começo assim. Se você estiver estabelecido, eles podem entrar e licenciá-lo ou comprar uma parte de você, mas você ainda estará no controle. Acho que quero começar como um show de duas horas. Eu quero minhas histórias baseadas na vida real. Quero dar às mulheres e aos homens tempo igual para trabalhar.

Então o objetivo é trazer o show para a televisão e eu quero que seja um show do SAG. O que isso significa é que eu quero que seja um show sindical, o que significaria que cada um dos meus lutadores seria um membro do Screen Actors Guild e teria direito a todos os seguros, benefícios médicos e planos de aposentadoria que isso implica”.

Freddie Prinze Jr. no Wrestling With Freddie

Em dezembro de 2021 em uma entrevista ao jornalista esportivo Ariel Helwani, Freddie Prinze Jr já havia dito que tinha muito interesse em abrir uma nova empresa de luta livre ao ver os talentos que haviam sido demitidos da WWE na época, citando nomes como Keith Lee e Karion Kross.

“As demissões recentes me dão vontade de começar com uma nova empresa de luta livre. Todo mundo vê isso e fica triste. Eu vejo e fico com vontade de fazer as coisas. Eu estava nas DMs de Karrion Kross, de verdade, no dia em que sua demissão aconteceu. Eu estava tipo, ‘Ei cara, eu não voltei a trabalhar por diversão. Voltei a trabalhar para investir nas coisas.’ Imagine ter Keith Lee e Karrion Kross no mesmo elenco e fazer as pessoas esperarem para vê-los lutar, mantendo suas histórias conectadas, mas separadas. Mesmo se fossem apenas shows indie, que é o que teria que ser, pois eu não estou tentando ganhar $50 milhões em algo, mas há tanto talento por aí agora, que eu acho que as pessoas adorariam assistir. Eles literalmente tinham o ‘malvado Macho Man Randy Savage’ e a ‘malvada Elizabeth’ com Karrion e Scarlett. Eu amei eles. Então eles os separam, o trazem à tona, destroem todo o seu visual.”

Freddie Prinze Jr no Ariel Helwani Show

Fique atento ao nosso site e às nossas redes sociais para mais novidades sobre uma futura empresa de luta livre fundada por Freddie.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…