em ,

Jim Johnston: “As músicas na WWE atual são ruins”

Ele não descarta a oportunidade de trabalhar de novo na luta livre

Jim Johnston foi, durante muitos anos, o compositor da WWE. Na empresa, ele criou várias das músicas mais conhecidas da história da empresa, como os temas do Stone Cold Steve Austin, The Undertaker, Mr McMahon, The Rock, e muitos mais. Foi uma parte crucial da presentação da empresa até 2014, quando a equipe de compositores CFO$ tomou mais responsabilidades na empresa. Johnston foi finalmente demitido no ano 2017.

Nesse sentido, ele foi responsável por fazer com que vários lutadores fossem apresentados como astros ante os fãs. Porém, ele não acredita que, na atualidade, as músicas da empresa na qual trabalhou por muitos anos conseguem esse objetivo. Numa entrevista com o site Lucha Libre Online, Johnston fez uma dura crítica à WWE. (Minuto 45, segundo 45):

“Eu odeio ter que dizê-lo, mas tem um pouco de satisfação saber que a música (da WWE) agora é tão ruim. Porque isso me faz sentir melhor sobre o que eu contribuí. Eu me sinto mal por alguns desses lutadores, pois, sem boa música, você não pode ser um grande astro. Eu não acho que seja possível. A música é como a orquestração de um filme, e o que dirige as emoções dos fãs. É uma conexão muito emocional e profunda. Isso era o que sempre procurava, e é o que falta agora.”

Não apenas é um problema na WWE

Na mesma entrevista, ele foi perguntado sobre a possibilidade de trabalhar em outra empresa de luta livre, como All Elite Wrestling. Johnston respondeu que AEW sofre dos mesmos problemas. (Minuto 50, segundo 19; e minuto 54, segundo 25)

“Eu não me considero um fã da luta livre, mas isso é interessante, porque eu sinto a mesma coisa sobre AEW. E fui contatado por alguém dessa empresa, e eu fui sincero com eles sobre os mesmos problemas. Que seu produto pode ser muito melhor se a música é melhor. Às vezes, ajuda a fazer astros; e às vezes, cria astros.”

“Eu escrevo música para qualquer um. Contudo, em diferentes circunstâncias. Não tenho interesse em um emprego em tempo integral, amo minha vida aqui no meu estúdio. Mas sim, seria divertido escrever novos temas para alguém.”

Note-se que o último trabalho que Johsnton fez para uma empresa de luta livre foi na ROH, em que criou a música para PCO. Para assistir à entrevista na íntegra, clique aqui.

Por Bombástico Mendoza

Un peruano con suerte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…