em ,

Jordan Devlin e Travis Banks são suspensos da PROGRESS após acusações de abuso sexual

Lutadores são acusados de abuso sexual

A PROGRESS Wrestling anunciou que Jordan Devlin e Travis Banks foram suspensos por tempo indeterminado devido a alegações de abuso sexual feitas contra os dois lutadores.

De acordo com um comunicado no site da empresa, o lutador Scotty Davis também foi suspenso. David Starr e Marc ‘Paz’ Parry foram demitidos.

Em relação a Devlin, uma mulher compartilhou fotos de seu corpo machucado e alegou que os machucados foram feitos por Jordan. Quanto a Banks, que luta no NXT UK com Devlin, a lutadora Millie McKenzie disse que teve um “relacionamento secreto de um ano” aos 17 anos e que ele era emocionalmente manipulador durante esse período.

As duas mulheres tornaram essas histórias pública como parte de um movimento on-line chamado de #SpeakingOut. O movimento fez com que pessoas se manifestassem contra supostos abusadores.

A PROGRESS disse:

Levamos essas alegações extremamente a sério. Os que estão suspensos terão sua situação revisada periodicamente entre agora e os eventos recomeçando. Continuamos monitorando e ouvindo o movimento Speaking Out, para que possamos tomar as medidas apropriadas sempre que necessário.”

A WWE diz que está investigando o assunto com Devlin, bem como com outros lutadores da empresa que tiveram alegações sobre eles.

Por Johnny Marques

Fundador do Wrestlemaníacos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *