em ,

Mais informações sobre escândalo envolvendo Vince McMahon e John Laurinaitis

Nessa quarta feira o The Wall Street Journal abalou o mundo da luta livre com uma matéria revelando que o conselho da WWE está atualmente investigando um acordo de US$3 milhões do CEO da empresa Vince McMahon com uma ex-funcionária com quem Vince teria um caso, para que ela permanecesse em silêncio sobre o assunto, conforme noticiamos aqui.

O portal Fightful então trouxe mais informações sobre o suposto relacionamento entre McMahon e a ex-funcionária, com as atualizações sugerindo que muitos dentro da empresa já “suspeitavam” do caso entre patrão e empregada.

“Fontes com quem conversamos até indicaram que o relacionamento entre Vince McMahon e a ex-funcionaria era ‘suspeito’ para muitos na empresa e indicaram que ela recebeu uma promoção substancial na época dos cortes da WWE em abril de 2021. Nos falaram especificamente que ela foi promovida de assistente de John Laurinaitis para um papel de ‘diretora’ naquela época.”

Fightful

Uma das questões mais comentadas após a matéria do Wall Street Journal seria a relação entre esse caso e a recente saída temporária de Stephanie McMahon da WWE, embora o Fightful tenha confirmado que nenhuma menção à investigação foi feita por suas fontes da WWE após o anúncio do afastamento de Stephanie do cargo.

Apesar disso, Fightful ressalta que a posição de Stephanie McMahon no Conselho de Administração da WWE provavelmente significaria que ela teria ouvido falar da investigação, com suspeita de muitos sendo que alguém dentro da empresa vazou intencionalmente a informação.

“Para aqueles que perguntam se a ausência de Stephanie McMahon está ligada a isso ou se ela tinha conhecimento disso, ela está no conselho da empresa e teria sido informada da investigação, assim como Triple H e Nick Khan. Houve especulação imediata de que alguém na empresa vazou intencionalmente a informação. “

Fightful

Também foi comentado sobre a reação nos bastidores no momento da renomeação de John Laurinaitis como chefe de relações de talentos da WWE em 2021, com a implicação de que os lutadores estavam menos felizes com o retorno de Laurinaitis ao cargo.

“Imediatamente Fightful ouviu de talentos femininos que expressaram frustração e descontentamento com a mudança. Diferentemente de suas práticas de contratação para a empresa, que muitas das mulheres com quem conversamos achavam ‘arcaicas’, uma comentou hoje sob condição de anonimato e disse: “Prefiro que todas as minhas coisas sejam enviadas para mim em um saco de lixo quando eu ser demitida do que ter que lidar com ele, e as duas nem são boas opções.” 

Fightful

Além disso, Fightful ouviu de várias fontes dentro da WWE que acreditam que o poder de Vince McMahon dentro da WWE está sob séria ameaça, enquanto John Laurinaitis deve sofrer a queda iminentemente.

“Imediatamente, aqueles com quem conversamos na WWE sob condição de anonimato concordaram com as suposições iniciais de que esta é a maior ameaça ao poder de Vince McMahon na WWE desde o escândalo dos esteróides em 1994. As mesmas fontes com as quais conversamos esperavam que John Laurinaitis fosse substituído antes que tudo estivesse dito e feito, e uma delas especulou que ele está sendo definido como o ‘último antes da queda de Vince, sua vez na fila estava chegando'”

Fightful

Várias fontes também confirmaram os boatos de má conduta em relação a Laurinaitis, com um ex-lutador dos anos 2000 e 2010 revelando que havia rumores de tal má conduta, enquanto um ex-escritor afirmou que era uma suspeita aberta em meados dos anos 2000. Um ex-funcionário do escritório da WWE acredita que esses eventos desencadearão um “efeito dominó”, e embora acreditem que Vince McMahon lutará muito para manter seu poder, o destino de Laurinaitis parece consumado.

Siga acompanhando o Wrestlemaníacos através de nosso site e nossas redes sociais para mais informações sobre o caso envolvendo Vince McMahon e John Laurinaitis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…