em ,

Na Teia do Aranha #100 – Respeitem os Sonhos

Salve, povo!

Chegamos à edição de número 100 (só no novo site do Wrestlemaníacos, pois já perdi a conta do total por aí, hahaha), agradecendo a todos que nos acompanham nessa jornada a alguns anos.

Dessa vez, o pensamento por aqui é sobre os sonhos das pessoas e como eles devem ser respeitados. Ficou curioso? Leia, reflita, comente e sugira próximos pensamentos para esse espaço.

Forte abraço e valeu!

Respeitem os Sonhos

Quando eu era bem criança, sonhei em ser jogador de futebol.

Parece uma premissa muito normal para quem mora em um país que ama esse esporte. Só que descobri que não era bom e/ou esforçado (dependendo de seu ponto de vista) o suficiente para que isso acontecesse – mesmo que, no caminho da infância, tivesse ganhado um título considerável de futsal, o qual conto até hoje como se fosse a maior coisa do universo.

Passaram-se os anos, e a gente cresce e os sonhos mudam. Mas eles sempre estão lá, prontos para pulular em nossa mente quando menos esperamos, pra nos lembrar de que sempre temos algo que pode nos fazer mover nessa roda chamada vida. Alcancei alguns, não alcancei outros, mas, em todos eles, uma coisa tem em comum, desde a infância, até os dias atuais: que nada vem por sorte ou por aleatoriedade: se não é um milagre divino, vem a partir de aplicação, esforço, dedicação e humildade para sabermos quando estamos certos e quando estamos errados, para pedir desculpas e aprender com o acontecido.

No megaverso em que habitamos, isso não muda. Se você quer praticar a luta livre profissional, deve se preparar fisicamente e mentalmente, procurando uma academia que tenha aulas do esporte (o qual vem crescendo aqui no país, graças a Deus) e procurando uma academia de ginástica para preparar o corpo para tal. Parece meio bobo o que estou dizendo e você parou aqui, achando que estou enrolando demais. Porém, ainda existe gente que quer buscar o caminho fácil, numa busca desesperada por fórmulas e metodologias mágicas, que vão, miraculosamente, te levar a alcançar os seus desejos em alguns simples passos.

E você acha que isso não pode acontecer no nosso meio? Com certeza pode. Mas, temos a capacidade de mudar essa realidade? Com certeza temos.

Para essa mudança estartar, primeiramente, precisamos entender o que foi dito acima: não existe caminho fácil, mas existe caminho. Haverão dias em que ele será tranquilo e calmo, mas haverão outros que parece que nada mais acontecerá e que nada dará certo. Mas, repito, o caminho ainda existirá. E a melhor coisa que pode acontecer em uma situação ruim, é que ele passa, e a vida segue, dando a ti várias oportunidades de fazer melhor que o dia anterior.

Outro ponto importante a se pensar é sobre quem te ajuda no caminho. Trago sempre em minha lembrança um texto bíblico (me perdoe se não gosta e/ou não acredita, mas fará sentido) do salmo 1, que diz que “felizes são aqueles que não se deixam levar pelos conselhos dos maus”. E todo aquele que brinca com os sonhos das pessoas, prometendo fórmulas mágicas para quem tem sonhos, brincando com uma das coisas mais puras que todos nós temos, exerce um ato genuinamente mau, que não merece respeito por parte de qualquer um.

Constantemente, recebemos mensagens de jovens que tem sonho de serem lutadores de luta livre profissional, e indicamos os locais por onde podem iniciar seus caminhos de aprendizado. Alguns ficaram pelo caminho e são ótimas pessoas, pois viveram para aprender. Outros, hoje, são até campeões nas promoções onde lutam e entretém seu público. Mas todos eles correram atrás, buscando seus sonhos, dentro e fora dos ringues, tendo seus sonhos respeitados e considerados. Vilipendiar com isso é algo tão grave, que finalizar esse texto sem esboçar alguns xingamentos está sendo hercúleo, mas, fica a lição: nunca, jamais, brinquem com os sonhos e anseios das pessoas, pois isso foge a qualquer senso de humanidade.

Por Joao Aranha

Gosto de lutinha a um tempo. Escrevo sobre lutinha a um tempo. Comentei lutinha na TV por um tempo. Ídolo do Rato e do Izac Luna nas horas vagas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…