em ,

O impacto que CM Punk ainda tem no Pro-Wrestling

Eu sei que já faz quase 3 meses desde o retorno de CM Punk ao pro-wrestling e que já tem texto sobre a volta dele aqui no site feitos pelo Izac (inclusive leiam aqui e aqui) , mas aqui vai outro. 

20/08/2021 marcou o retorno de CM Punk, o mais aguardado pelos fãs de lutinha, a atmosfera criada em antecedência ao Rampage daquela semana foi sem igual, uma fonte não muito confiável vazou que CM Punk tinha assinado, várias referências foram sendo lançadas ao longo da semana sendo as mais contundentes a mudança do Rampage para Chicago, e o Darby Allin citando o termo best in the world, porém o clima de desconfiança continuava, afinal foram 7 anos de espera e esperança a cada show da WWE e posteriormente AEW em Chicago o público fazia questão de gritar o nome dele, muitas vezes sequestrando o show e deixando claro a vontade de ver o astro 

Eis que chega a noite de sexta-feira com direito a arena lotada e o maior pop que eu já vi e foi aí que a mágica aconteceu, os primeiros acordes de Cult of Personality fizeram a já enlouquecida plateia explodir de vez e foi lindo de ver. 

Essa atmosfera é uma das mais lindas que já

Como fã de CM Punk e pro-wrestling devo dizer que foi uma das experiências mais intensas que já tive, a noite que vai ficar marcada não só na memória dos fãs como também na história da luta livre, e ao acompanhar a promo que ele fez é nítido o amor que ele tem por pro-wrestling e como esse tempo afastado foi necessário para que ele voltasse na melhor maneira possível pra ele. Um ponto que ele tocou foi a vontade de trabalhar com os talentos mais jovens e ele tem feito isso, Darby Allin, Powerhouse Hobbs e Daniel Garcia tiveram a chance de enfrentar o veterano e mesmo não saindo com a vitória a plataforma que lhes foi dada para expor seus talentos é enorme e mostrou que os citados tem todo o potencial do mundo pra alçar voos cada vez mais altos.

Ainda existem muitas estrelas com quem ele pode trabalhar, eu adoraria ver uma luta contra o Orange Cassidy ou Jungle Boy que apesar de já serem lutadores estabelecidos no roster atual teriam uma dinâmica sensacional com CM Punk em vista aos diferentes estilos, o próprio Eddie Kingston é uma escolha muito acertada, dois veteranos cheios de talento que certamente vão elevar um ao outro tanto no quanto nas promos

Esse último parágrafo é o de inspiração mais recente, No AEW Dynamite de quarta-feira CM Punk veio ao ring para fazer uma promo com intuito de dar continuidade a feud com Eddie Kingston que começou no Rampage, mas ao chegar no ring ele cita a situação de Jon Moxley e incentiva todos que o assistem a procurar ajuda para lidar com seus problemas, e depois prosseguiu com a questão da feud. O ponto que quero levantar aqui foi a força da promo em um momento onde a comunidade do wrestling estava abalada em decorrência das notícias da madrugada e o alcance que um lutador do patamar que ele tem, na plataforma que ele estava, e espero profundamente que sigam o conselho dele. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…