em ,

RWF Future – Episódio 02

Ordens do chefe

O segundo episódio do RWF Future começa exibindo o público presente na plateia da RWF. Em seguida, a arena escurece e o público fica apreensivo, mas em seguida olha para o telão quando aparece a imagem de um cemitério, porém todos ficam sem entender o que está acontecendo.

Logo depois, a transmissão corta para rua e vemos Chris Dustin voltando para casa após o término do episódio 01. De repente ele ouve um barulho vindo desse cemitério, e então decide checar o que está acontecendo e percebe que o barulho vem de uma lápide. A terra no local começa a se mexer como revelando ter alguém ali enterrado vivo, e quando ele ajuda a pessoa, percebe que se trata de AJ Styles.

Chris espantado então pergunta a ele: O que houve com você?

AJ então responde: Fui enterrado aqui na minha ultima luta, uma Boneyard match, e ninguém veio me tirar até agora, nem mesmo meus irmãos da O.C.

Aproveitando-se da situação, Chris então diz: Eu posso te ajudar, você será melhor aproveitado se vir comigo para a RWF. Prometo que será mais valorizado lá, afinal de contas você é o Phenomenal One.

AJ demonstra uma cara de hesitação e ao perceber isso, Chris complementa dizendo: Para provar que é verdade, eu posso te incluir num combate contra Cody Rhodes e Marty Scurll que terá uma recompensa para o vencedor. Essa é uma oportunidade de ouro.

Ao ouvir a proposta, AJ diz: Já que você foi o único que veio me resgatar, te darei esse voto de confiança.

Os dois apertam as mãos e vão embora do cemitério com vídeo sendo encerrado.

Ao voltarmos para a arena, vemos que há uma imagem no telão com a seguinte frase: “AJ STYLES É DA RWF”. Ao verem isso, parte da plateia reage de maneira positiva e a outra parte de maneira negativa.

Em seguida, o telão da arena escurece mais uma vez e uma música começa a tocar. O telão mostra uma contagem regressiva no estilo de filmes antigos: 3… 2… 1… Marty Scurll, então aparece no telão, na frente de um lugar mal iluminado e com uma música sinistra tocando ao fundo.

Marty olha para a câmera e diz: Senhoras, senhores, meninos e meninas! É com muito prazer e orgulho que eu estou vendo essas verdadeiras batalhas pelo RWF Diamond Championship! Mas infelizmente… esqueceram de me chamar para a festa e eu tive que chegar atrasado!

A câmera vai saindo do zoom, revelando que o local é uma fábrica abandonada. Marty continua falando: Mas de qualquer forma, me avisaram que enfrentarei AJ Styles e meu “amigo”, Cody Rhodes hoje à noite.

Marty Scurll faz uma pausa na fala enquanto inspira e olha para o nada. Em seguida ele continua: AJ Styles é um dos melhores wrestlers do mundo. Conquistou tudo por onde passou e enfrentou todos os seus inimigos com honra, na maioria das vezes. Ele já foi o melhor profissional do mundo, e digo isso sem exageros. Já Cody…

Marty olha para baixo, com uma visível tristeza em seu rosto, e então fala: Cody era não apenas um amigo. Era um dos mais carismáticos e divertidos companheiros que tive em minha carreira. Uma pena o que houve com ele… Morto enquanto enfrentava um zumbi roqueiro bruxo. Trágico.

Agora com raiva, Scurll olha para a câmera e diz: Ou seria trágico, se Rhodes não fosse o maior filho da mãe, duas caras, traidor, cretino e usurpador que já conheci. Olhem para tudo que ele construiu em sua vida e poderão ter certeza que foi em cima de trabalhadores honrados e muito mais talentosos que o General 3 Estrelas.

Uma pausa para Marty recuperar seu fôlego, e então ele diz: Rhodes, não se engane. Hoje à noite não vou estar nem aí para AJ Styles. Não me importo com o cinturão hoje. Eu vou tomá-lo quando tiver a oportunidade. Não. Hoje VOCÊ vai ser meu alvo. Hoje Cody Rhodes irá se tornar aquilo que ele sempre deveria ter sido: uma nota de rodapé na história da indústria. Eu irei te quebrar, Rhodes. E aí veremos quem é “Elite” de verdade.

Voltamos para a arena e rapidamente vemos a entrada de Cody Rhodes. Em seguida vemos as entradas de Marty Scurll e AJ Styles para início da primeira luta do show.

Triple Threat Match: Cody Rhodes vs. Marty Scurll vs. AJ Styles
Cody Rhodes venceu Marty Scurll e AJ Styles após nocautear Marty Scurll.

Após a luta, senhor Sameer vem ao ringue e diz estar muito feliz com o desenrolar do torneio pelo RWF Diamond Title e aponta que a raiva de Marty Scurll por Cody Rhodes acabou causando sua primeira derrota na empresa, e essa luta era muito importante para os três pois garantiria um prêmio para o vencedor.

Após um breve suspense, senhor Sameer revela que como Cody Rhodes venceu o a Triple Threat Match, ele terá o direito de lutar pelo RWF Diamond Title assim que o vencedor do torneio foi decidido.

Senhor Sameer sai do ringue parabenizando Cody Rhodes, e então o lutador comemora a sua vitória para encerrar o segmento.

Vemos Sami Zayn nos bastidores. Ele pega uma cadeira e liga a câmera do seu celular e então diz: Bom dia, boa tarde, boa noite. Eu não sei que horas vocês verão essa gravação, e sinceramente não me importa. Como todos puderam ver pelo anúncio de Chris Dustin, eu sou um dos lutadores da RWF.

Mas quem sou eu, por que vim parar aqui, o que eu pretendo? Para começo de conversa, já aviso que não vou contar história de vida bonitinha, toda a trajetória que tive até chegar aqui… Quem faz isso quer ganhar a simpatia e admiração do público e, para ser bem sincero, eu não estou na RWF para isso, não me importo com nenhum de vocês.

Eu sei que isso pode não parecer óbvio, já que tem bastante idiotas no pro wrestling por vários motivos, mas estou na RWF pois quero vencer o torneio pelo Diamond Title e ser o primeiro campeão da nova era.

Basicamente, eu comecei a lutar porque, quando entrei num ringue pela primeira vez, corri contra as cordas, me joguei na lona… Senti como se eu já fizesse aquilo desde sempre, que nasci para ser um pro wrestler. Antes disso, eu tinha a sensação de que tudo que fazia era ruim, que eu não servia para nada.

Sami dá um longo suspiro, afasta o olhar da câmera por poucos segundos, reflexivo, até que volta a olhar diretamente para a lente, com um semblante sério e diz: Pro Wrestling é minha vida. Isso aqui não é nenhuma brincadeira para mim, faço isso a muito tempo e sei que, através dessa arte, eu posso escrever meu nome na história. Eu não entrei aqui para fazer amigos, tenho um objetivo a atingir e não vou parar até atingir o que quero.

Aproveito a oportunidade para avisar a todos os lutadores da RWF que nenhuma atitude tomada por mim tem motivos pessoais contra vocês, como já comentei antes, não me importo com ninguém, todos são apenas objetos, meios para que eu possa divulgar meu trabalho, minhas ideias e chegar onde desejo.

Eu não sou um high flyer, um brawler, um lutador técnico, um powerhouse… Posso fazer tudo. Não luto de um único jeito, não uso os mesmos golpes toda vez. Quem faz isso é fraco, burro.

Por que vocês acham que eu estou nos bastidores do RWF Future gravando um vídeo antes de enfrentar um tal de Sheamus? Bom, estou estudando desde a semana passada. Estou observando cada luta, cada adversário, quero entender o que cada um faz, o que pensa dentro do ringue… E não adianta se preparar contra mim. Vocês não sabem o que esperar. Fiquem ligados, pois terão que ouvir muito sobre Sami Zayn.

Sami termina a promo dizendo: Existem vários de vocês. Mas só existe um Sami Zayn, o grande libertador.

Vamos ao ringue e vemos as entradas de Seth Rollins e The Rock para início da segunda luta do show.

Singles Match: Seth Rollins vs. The Rock
The Rock venceu Seth Rollins via submissão ao aplicar um Sharpshooter.

Vemos um vídeo promocional de John Cena. Ele diz: Nas minhas veias corre o sangue de um campeão. Eu já superei muitos desafios na minha vida pra chegar até aqui, desafios mais difíceis do que qualquer luta que terei nesse torneio. E eu vou continuar lutando, não importa quão difícil seja, para chegar ao topo, para me tornar o campeão da RWF, pois um campeão tem que agir como um modelo para todos os espectadores, e eu tenho certeza de que eu sou esse modelo.

Vamos ao ringue e vemos as entradas de Sami Zayn e Sheamus para início da terceira luta do show.

Singles Match: Sami Zayn vs. Sheamus
A luta terminou em empate por ultrapassar o tempo limite.

Após a luta, o árbitro tenta conter Sami Zayn, que continua tentando atacar Sheamus, até que Chris Dustin vem ao ringue.

Ele então diz que lutas acabando em empate era algo previsto, pois a RWF foi em busca dos melhores lutadores do mundo, e nenhum deles ousaria perder sem lutar até seu limite.

Sendo assim, Chris Dustin anuncia que Sami Zayn e Sheamus precisarão lutar novamente na próxima semana para decidir quem avançará no torneio pelo RWF Diamond Title.

Vemos as entradas de Kevin Owens e Shane McMahon para início da quarta luta do show.

Singles Match: Kevin Owens vs. Shane McMahon
Kevin Owens venceu Shane McMahon via pinfall após aplicar um Hércules Cutter.

Vemos um vídeo de CM Punk. Ele fala: Semana passada enfrentei Kenny Omega no torneio. Não preciso dizer, todos viram que dominei o combate inteiro. Liderei todas as ações. Kenny me acertou apenas três golpes na luta inteira. Esse é o “grande” lutador que todos elogiam? Façam-me rir. Cometi um erro na luta. Deveria ter pinado Kenny após meu Shinning Wizard. Todos viram quem merecia ter passado de fase: Eu. Aguardo minha nova oportunidade para sim mostrar quem é o Best in The World. Ah, antes que me esqueça, falaram na transmissão que CM Punk teria fracassado no UFC… Quem fracassou foi Phill Brooks, não foi Punk, pois CM Punk não fracassa!

Vamos ao ringue e vemos as entradas de John Cena e Shawn Michaels para início da quinta luta do show.

Singles Match: John Cena vs. Shawn Michaels
John Cena venceu Shawn Michaels via nocaute ao aplicar um Attitude Adjustment.

Vemos um vídeo gravado na King Regal’s School, que é uma das principais escolas de wrestling no Reino Unido. A tela mostra William Regal em pé, no centro de um ringue, vestido de sua ring attire característica.

Regal diz: Senhoras e senhores, público da RWF, por 30 anos eu dediquei o meu suor, o meu sangue e as minhas lágrimas em busca de alcançar a glória de ser reconhecido como um dos maiores que o wrestling já viu.

Fiz com que cada adversário meu provasse um pouco do veneno que corre em minhas veias e, na mesma medida em que impus minha implacável determinação em sempre ser o melhor dentro dessas cordas, fiz inimigos por onde passei.

Ademais, também cometi minha boa porção de erros dentro e fora desse ringue. Por isso perdi oportunidades que talvez tivessem feito com que eu chegasse muito além de onde consegui chegar. Digo isso sem nenhum arrependimento. Uma velha serpente como eu sabe que precisa pagar pelos seus pecados.

De toda forma, em 2013 deixei tudo para trás e decidi encerrar minha carreira. Sem pompa, sem circunstância, sem aviso prévio. Num dia qualquer, eu abri mão da minha história.

Mas é interessante como termos controle do nosso próprio destino é apenas uma ilusão. Assim como meu veneno pareceu ter desaparecido naquele já longínquo ano de 2013, uma federação conhecida pelo seu ímpeto, pela sua ousadia, pela sua vanguarda, pareceu desaparecer. A RWF foi apagada do mapa. Extinta. Sem pompa, sem circunstância.

William Regal pausa por um momento e, com um olhar consternado, parece observar cada detalhe do ringue que o cerca, como se estivesse se despedindo dele. Ele então diz: Por 7 anos, eu observei a queda da RWF representar a distorção do que é a essência do wrestling: o puro e cristalino espírito de excelência. Eu vi homens e mulheres entrarem no espaço sagrado que é o ringue e adulterarem tudo que os patriarcas desse esporte deram suas vidas para construir.

Eu vi armas sendo usadas pelo simples desejo de gerar uma reação – sem propósito, sem direção, sem a racionalização do que aquilo representava para o esporte. Eu vi golpes sendo trocados para gerarem um espetáculo visual – sem sequer buscarem o objetivo primordial desse esporte, que é vencer.

Minhas mãos estavam atadas – eu não pretendia voltar ao ringue. Foi aí que percebi que eu poderia treinar uma nova geração de wrestlers; uma geração que respeitaria a essência e a origem desse esporte. Mas mal sabia eu que minha história dentro desse ringue ainda não havia terminado.

7 anos depois, a RWF ressurge pelos esforços de um homem – Chris Dustin. E ao me convidar para fazer ressuscitar essa federação, Dustin fez algo muito maior do que ele jamais poderá imaginar: ele injetou uma nova dose de veneno em minhas veias. Eu podia sentir – o ringue me chamava de volta. E então, assim como há um novo dia para a RWF, havia novas presas para essa velha serpente.

Ao abrir mão da minha aposentadoria, dos meus alunos, da minha escola e da minha querida Blackpool para fazer algo que só alguém com o veneno que corre em minhas veias pode fazer, irei restaurar a essência do esporte pelo qual eu nasci, pelo qual eu vivo e pelo qual eu morrerei e garanto para vocês que minha derrota na semana passada não foi nada.

Vamos ao ringue e vemos as entradas de Aleister Black e Bray Wyatt para início da luta principal do show.

Singles Match: Aleister Black vs. Bray Wyatt
*Durante a luta, John Cena veio ao ringue e atacou Bray Wyatt.*
Aleister Black venceu Bray Wyatt via pinfall após aplicar um Vertical Brainbuster.

O episódio dessa semana do RWF Future termina com Aleister Black comemorando sua vitória, enquanto o público fica chocado com a ação de John Cena.

Transmissão das lutas do RWF Future 2:

Assista a RWF Future #02 de Wrestlemaniacos em www.twitch.tv

Clique aqui para saber como participar da RWF.

Clique aqui para conferir a sessão de promos.

Clique aqui para conferir o roster da RWF.

Clique aqui para conferir notícias sobre a RWF.

Assista aos episódios ao vivo do RWF Future todo sábado à noite no nosso canal na Twitch TV a partir das 20h00.

Publique sua promo para o episódio 3 aqui nos comentários ou na sessão de promos.

Por Vinícius

Seeking Higher Things.

8 Comentários

Deixar um comentário
  1. Lutas do episódio 3:

    Torneio:
    Stone Cold Steve Austin vs. Jeff Hardy

    Torneio:
    MJF vs. Jimmy Havoc

    Torneio:
    Kenny Omega vs. The Rock

    Torneio:
    Kevin Owens vs. John Cena

    Torneio:
    Sami Zayn vs. Sheamus

    Singles:
    William Regal vs. AJ Styles

    Singles:
    Chris Jericho vs. Marty Scurll

  2. Invasão de combate pode acontecer no jogo aleatoriamente. Não forçamos a invasão do Cena.

    Os participantes que não estão fazendo promo não serão punidos até o fim do torneio. Após isso, serão eliminados do elenco.

    Ao término do torneio pelo RWF Diamond, iniciaremos o torneio pelos RWF Tag Team Titles. Sendo assim, formem duplas no chat do Roster RWF quem tiver interesse em participar.

    As promos para o episódio 3 podem ser publicadas aqui nos comentários ou na sessão de promos.

    Se alguém ainda quiser lutar no episódio 3, comente aqui. Um simples “Eu quero lutar” já serve.

  3. (Sami Zayn está em sua casa, no quarto, ele senta em seu computador e liga a webcam)

    Eu estava tão próximo…Tinha a luta em minhas mãos. Eu vacilei. Perdi a noção do tempo, tentei controlar a luta demais e fui exagerado na cautela com que lidei com Sheamus. Por que, se teoricamente Sheamus é um oponente difícil, com muito poder físico e que consegue te derrubar com um soco? Olha, esse Sheamus que eu enfrentei não pareceu nada disso.
    Eu não sei se nesse tempo que a RWF parou ele simplesmente perdeu a paixão pelo pro wrestling e continuou lutando na inércia, sei lá…Esse Sheamus que eu enfrentei é simplesmente patético. Lento, sem interesse, chato.

    Para ser bem sincero, quando Sheamus foi anunciado como meu oponente, esperava uma luta difícil, um desafio interessante e um bom primeiro passo para a conquista do RWF Diamond Championship. Mas isso aí que eu enfrentei é só patético, uma perda do meu valioso tempo. O fato de que eu tentei continuar lutando após o soar do gongo, precisando até ser contido e Sheamus apenas foi embora prova o meu ponto.

    Em muitas empresas por onde passei, em uma situação como essa (um empate numa luta de torneio), teríamos sido ambos eliminados. Que bom que esse não é o caso. Pode-se dizer que ganhei uma segunda chance.

    E esse será o seu azar, Sheamus. Dessa vez eu não vou vacilar. Não entrarei no ringue pensando que enfrento aquele Sheamus de uns anos atrás.

    Prepare-se para ser massacrado sem nenhuma chance de defesa. Nem você e nem ninguém ficará entre mim e meu objetivo. Farei história, custe o que custar.

    A jornada do grande libertador apenas começou.

  4. A câmera está nos bastidores da RWF Future, onde vemos um entrevistador com Jimmy Havoc. O entrevistador está mantendo o máximo de distância possível e Jimmy Havoc está usando uma roupa inteira branca e manchada do que parece ser sangue enquanto tem um sorriso maníaco no rosto.
    Entrevistador: “Senhor Havoc, o que espera do seu próximo combate no torneio pelo RWF Diamond Championship?”
    Jimmy Havoc: “Eu acabei de ficar sabendo que vou enfrentar MJF. Tipo, sério? MJF!? Vai ser incrível! Eu vou esmurrar aquela cara esnobe e nojenta dele até o garoto virar uma poça de carne deformada no meio do ringue enquanto TODO MUNDO me aplaude. Então é, MJF, você vai sofrer, e mais importante que isso, vai fazer muita gente muito feliz no processo. E hey! Se você é tão rico quanto diz, acredito que vai conseguir uma cirurgia reparadora, pra dar a oportunidade de te quebrar em dois para outras pessoas também.
    Agora, com licença, eu tenho torturas pra planejar.”
    Havoc vai embora com um sorriso perturbador no rosto enquanto o entrevistador tenta manter a distância dele.

  5. [semana passada]
    Marty Scurll está muito irritado, andando pelos corredores do backstage da arena, até que interrompe uma entrevista que está acontecendo, tomando o microfone das mãos da entrevistadora:
    “CODY! AINDA NÃO TERMINEI MINHA VINGANÇA. QUERO UMA LUTA 1 CONTRA 1 JUSTA NO EPISÓDIO 3 DA RWF FUTURE, SEU CRETINO!” e ele vai embora ainda muito irritado.”

  6. *off*
    Estou um pouco confuso com o funcionamento rs. Eu devo escrever uma promo ou um segmento? E quando devo fazer isso? Meu Aleister Black lutou. Posso escrever? Se sim, é sobre a luta q acabei de vencer (uma promo pós-match) ou seria uma promo pro próximo show?

    • Promo. Pode ser feita toda semana ou quando o personagem luta.

      De preferência, faça uma agora sobre ter vencido. Pode ser em casa, bastidores, ringue, etc.

      Essa sua promo já vai entrar no episódio 3.

      • ~Black, aparentando estar intrigado e incomodado, pega o microfone e começa a falar:

        Pessoas… pessoas têm uma característica curiosa: duvidam o que não enxergam, e enxergam o que não duvidam. Como naquela clássica metáfora da luz no fim do túnel; as vezes só há escuridão, mas sua mente te faz enxergar uma luz; e as vezes há uma luz, mas sua mente te faz enxergar apenas escuridão.

        ~Intrigado, permanece em silêncio por alguns segundos, anda em círculos, e continua:

        As vezes há, porém… crê-se que é melhor habitar na ignorância do que ver fatos iminentes que te farão cair no niilismo.
        Sua ilusão pode parecer forte, mas o poder alquimista é soberano, inigualável, inalcançável e incompreendido. Toda obscuridade imortal há uma razão, e sua tirania será lembrada perpetuamente.
        A verdade não somente será escutada, como, quem se opor a ela, perante a natureza humana, de joelhos, implorará pelo perdão.
        Quem se opor a verdade, não conseguirá escapar, é fugir do inevitável, como diz A. Robert no capítulo 16 versículo 1: “A fuga da verdade será heroica, será objetiva, será nacional com grande páthos e igualmente imperativa e vinculante, ou então não será nada”.

        ~Silêncio:

        Será heroica ou então não será nada.

        ~Black, vira-se e abandona o ringue.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *