em ,

Vince McMahon gastando 3 milhões com affair dentro da WWE

O renomado jornal americano Wall Street Journal revelou na tarde dessa quarta feira que Vince McMahon está sendo investigado pelo conselho administrativo da WWE por gastos secretos de Vince McMahon que chegam a 3 milhões de dolares com uma ex-funcionária da empresa no qual ele teria um caso.

De acordo com os jornalistas Joe Palazzolo e Ted Man, a ex-funcionaria em questão foi contratada por Vince McMahon como auxiliar jurídica para a empresa em 2019 e chegou a um acordo de confidencialidade com em 2022, proibindo ela de realizar qualquer discussão sobre seu relacionamento com Vince McMahon.

Juntamente com o acordo mencionado, o relatório produzido pelo Wall Street Journal também indicou que o conselho havia descoberto acordos anteriores de confidencialidade envolvendo reivindicações de ex-funcionárias da WWE sobre má conduta em nome de Vince McMahon, juntamente com o chefe de relações de talentos John Laurinaitis. O Wall Street Journal não conseguiu esclarecer quantos acordos de confidencialidade estavam atualmente sob escrutínio pelo conselho.

O caso teria vindo a tona ao conselho via e-mails anônimos que chegaram até o conselho de diretores da empresa. O primeiro e-mail, enviado ao conselho em 30 de Março, acusa Vince McMahon de contratar essa funcionaria com um salário de 100 mil dólares e dobrar o salário para 200 mil dólares após iniciarem um relacionamento sexual. O e-mail ainda cita que Vince havia entregue a funcionária “como se fosse um brinquedo” para John Laurinaitis.

Embora o valor total pago em acordos de confidencialidade ainda não tenha sido determinado pelo conselho, uma fonte observou que estava na casa dos milhões. Outra revelação do relatório foi que os fundos pessoais de Vince McMahon foram usados ​​para pagar as ex-funcionárias. Esses fundos não se limitavam aos próprios acordos de McMahon, pois ele também teria utilizado sua própria riqueza para pagar os acordos em nome de Laurinaitis.

O fato de McMahon estar usando seu dinheiro próprio nesses casos ainda foi evidenciado através do advogado de McMahon, Jerry McDevitt, que afirmou que “a WWE não pagou nenhum dinheiro”. O relatório enfatizou ainda que, embora a investigação se concentre principalmente nos acordos para os ex-funcionários, também analisará o departamento de RH da WWE, bem como a cultura geral da empresa.

O Wall Street Journal observa que o conselho de administração de 12 pessoas ainda inclui a filha de McMahon, Stephanie, que recentemente se afastou de suas funções como diretora de marca para passar um tempo com sua família, conforme informamos aqui no Wrestlemaniacos. A investigação está sendo liderada pelo membro do conselho Man Jit Singh, ex-executivo da Sony Home Entertainment.

Após a divulgação da matéria pelo Wall Street Journal, a WWE soltou um comunicado interno comentando o caso, segundo o jornalista Brandon Thurston, segue o comunicado:

“O Wall Street Journal publicou uma matéria sobre a WWE com alegações que nós e o nosso Conselho de Diretores estamos tratando com seriedade.”

WWE em comunicado interno

Siga acompanhando o Wrestlemaníacos aqui no site e em nossas redes sociais para mais novidade sobre o caso envolvendo Vince McMahon e relações sexuais com uma ex-funcionária da WWE.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…