em ,

WWE demite 10 lutadores do NXT

De 2020 pra cá as ondas de demissões em massa dentro da WWE se tornaram cada vez mais constantes. Antes de 2020 no entanto já era comum que a empresa realizasse uma grande demissão de seus talentos no mês seguinte ao da Wrestlemania, como uma forma de renovar os nomes que terão destaque na empresa nos próximos meses. Em 2022 não foi diferente, e dessa vez as demissões atingiram o NXT.

Segundo o Sean Ross Sapp do site Fightful, foram demitidos os seguintes lutadores no dia de hoje (29/04):

  • Dakota Kai (Cheree Crowley)
  • Malcolm Bivens (Também conhecido como Stokely Hathaway)
  • Harland (Parker Boudreaux)
  • Dexter Lumis (Samuel Shaw)
  • Persia Pirotta (Stephanie De Landre)
  • Draco Anthony (Reginald Chase Crews)
  • Referee Blair Baldwin (Paige Prinzivalli)
  • Vish Kanya (Sanjana George)
  • Mila Milani (Kellie Morga)
  • Raelyn Divine (Jaylen Williams)

Entre os demitidos os nomes que mais se destacam estão: Dakota Kai, que já foi campeã de duplas do NXT por duas vezes e recentemente lutou pelo título feminino da divisão de desenvolvimento; Malcolm Bivens, manager da Diamond Mine e que teria recebido uma proposta de prorrogação do seu contrato atual com a WWE em fevereiro mas que Bivens disse que não aceitaria; Harland, que estava em uma história com Joe Gacy e era aparição constante no NXT; e Dexter Lumis, que foi destaque no primeiro programa do formato NXT2.0 com um segmento de casamento com a lutadora Indi Hartwell. No começo do ano Lumis e Hartwell estavam em rivalidade com Duke Hudson e a também demitida Persia Pirotta sobre qual seria o casal mais “sexy” do NXT.

Todos os demitidos se enquadram dentro da “clausula de não competição” pelos próximos 30 dias. Segundo informações, o e-mail interno da WWE que informava as demissões cita que “Devido a cortes de gastos, com efeito imediato no dia de hoje (29/04/2022)” e as demissões foram feitas por John Laurinaitis, como também aconteceu em outros casos. Vale lembrar que no ano de 2021 a WWE bateu recorde em faturamento, alcançando a marca de um bilhão de dólares.

Acompanhe as nossas redes sociais e o nosso site para mais informações sobre os próximos passos dos lutadores demitidos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…